7 de novembro de 2007

Flores

Ainda falando em plantas, só que mais positivamente, hehe!
Antigamente eu não conseguia ter por muito tempo nenhuma planta sem que esta morresse misteriosamente (eu cuido delas, coloco água, troco de lugar na casa buscando melhor iluminação e tal...), mas as violetas resolveram me dar uma trégua e começaram a vingar....primeiro somente folhas....muitas folhas, mas já estava feliz com isto, pelo menos algo brota em meu apartamento e não morre e agora dois vasinhos começaram a florir!
Foi uma surpresa, já que não tenho muita habilidade com plantas.... então está aí a foto da minha violeta (com flores), hehe!

9 comentários:

Ingrith disse...

Ohhh que fofas... nas minha mão só cactos vigam!

Esses dias cuidei tanto de um vaso de Lírios que ganhei do namorado que ele morreu, huahauhauha

Dagna disse...

Olá Dri, vim retribuir sua visita e conhecer seu blog.
Eu também adoro plantas e sempre tive dificuldades com as violetas (nenhuma vingou), parabéns que conseguiu uma com lindas flores.
Um abraço.

• Mel • disse...

Sou louca com plantas, mas não levo muito jeito pra coisa.

E sua violeta florida está uma fofura.

beijocas

Diego disse...

viu.. vc se adaptando a natureza e a natureza se acostumando com sua inconstância! bjs te amo amo amo!

Renata disse...

Que linda sua violetinha. Com o tempo você vai pegando o jeito e todas as suas plantinhas vão crescer, vc vai ver!
beijos

Paula Calixto disse...

Brotar e VIVER!

[re]Criar-se!

Que máximo!!!

beijos, lindeza.

Silvana Domiciano disse...

Amiga essa violeta está maravilhosa!!!!!!
Eu adoro plantinhas , mais não levo jeito com elas.PARABÉNS.

http://artemaniaartesanatos.blogspot.com

Táta disse...

Olá Drica,
retribuindo a visita...
vou te add no meu tb.
Sabe que eu não dou sorte com plantinhas....
Já assassinei várias hehehehehe
Estou tentando mais uma vez com uma violeta que é teimosa!!
Vamos ver se vai dar certo!
bjokas, Cátia

www.artesdatata.blogspot.com

Renata R. disse...

Ah, Drica, que lindas! Eu amo plantas, mas também não consigo mantê-las vivas por muito tempo. Quando eu percebo que elas não tão bem, deixo com minha mãe.

Pesquisa

Google